Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

PROFESSOR ALESSANDRO DONADIO MIEBACH FAZ PALESTRA NO SENGE

05/10/2021 às 17h15

A conjuntura macroeconômica foi o tema da apresentação feita à Diretoria e demais instâncias diretivas do Sindicato.

 

Tratar a conjuntura macroeconômica brasileira pelo viés técnico e acadêmico: foi esse o objetivo do convite feito pelo SENGE ao professor Antônio Donadio Miebach da UFRGS para proferir uma palestra restrita à Diretoria Executiva e demais instâncias do Sindicato, dando início ao Ciclo de Palestras 2021.

Na prática, o evento virtual realizado na noite desta segunda-feira (04) foi uma verdadeira aula de macroeconomia, tanto pelo conteúdo pormenorizado e fartamente ilustrado, quanto pelo profundo conhecimento e pela a capacidade de comunicação do palestrante.

Antônio Donadio é diretor do Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas (IEPE) da UFRGS e professor no Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade, onde ministra disciplinas como Análise Microeconômica I, Contabilidade Social e Análise Macroeconômica nos cursos de Ciências Atuariais, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e Relações Internacionais.

Na pauta, temas como a evolução histórica do Produto Interno Bruto no Brasil e no mundo; a política de juros; o endividamento público; taxas de emprego/desemprego; o papel das grandes potências internacionais e as potenciais consequências de seus planos econômicos no cenário global; a crise no setor industrial brasileiro; a pujança do agro; as exportações de comodities e a importância do setor privado no desenvolvimento de forma complementar e recíproca aos indispensáveis investimentos públicos.

Como plano de fundo da análise e dos dados apresentados, Alessandro Donadio ressaltou as consequências da pandemia da Covid 19 nos diversos setores da economia e os impactos do combate ao vírus no equilíbrio fiscal da União, Estados e Municípios. Também foram tratados os efeitos da desordem ambiental em esfera global já amplamente percebidos no aumento da incidência de catástrofes ambientais por todo o planeta.

Para o presidente do SENGE, Cezar Henrique Ferreira, atrair a academia para a interação com o Sindicato é um passo a mais na consolidação de uma gestão forte e independente. Ele lembra as diretrizes do planejamento estratégico que envolvem o protagonismo e a relevância da entidade perante a sociedade nas pautas da Engenharia e do desenvolvimento. Sendo assim, “a imprescindível análise e compreensão do cenário macroeconômico aplicada à gestão do Sindicato e seus posicionamentos técnicos e institucionais, só trarão frutos se conduzidas de forma isenta e profissional”, completa o presidente.

O ciclo de palestras foi organizado pelo vice-presidente do SENGE, Diego Mizette Oliz e pelos diretores Luiz Ignácio Camargo Gré e Córdula Eckert. Em breve novas edições.

Assista a palestra clicando aqui.

Leia Também