UERGS APRESENTA PROJETO ESTRATÉGICO UERGS 20+ PARA O SENGE

23/11/2020 às 17h20

Em reunião institucional na manhã de sexta-feira (20), foi apresentado o projeto UERGS 20+, que trata de reposicionamento estratégico da UEGRS como ator relevante na execução de políticas públicas estaduais de Inovação, Ciência e Tecnologia, a partir da incorporação da infraestrutura física da CIENTEC.

 

 

Em encontro virtual na manhã de sexta-feira (20), a Diretoria do SENGE recepcionou a Reitoria da UERGS para apresentação do Projeto Estratégico UERGS 20+, criado pela UERGS e apresentado ao governo e à Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (SICT), ora em análise pelo governador Eduardo Leite e pelo secretário Luís da Cunha Lamb. O projeto visa promover, de forma sustentável, o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado do Rio Grande do Sul, em sintonia com a Política Estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia.

O projeto UERGS 20+ é uma demanda do Governo do Estado para dar andamento a transferência do patrimônio da CIENTEC para a Universidade Estadual após acordo judicial ser homologado em agosto de 2020 pela Juíza Cristina Luisa Marquesan da Silva na Ação Civil Pública nº 9018150-81.2018.8.21.0001, que prevê a destinação de parte dos equipamentos da Fundação de Ciência e Tecnologia à universidade. O acordo judicial foi fruto de diversas mediações e tratativas entre o Ministério Público, Procuradoria Geral do Estado, Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia e a CIENTEC na Ação Civil Pública.

Além do presidente eleito, diretor administrativo Cezar Henrique Ferreira, o SENGE foi representado na reunião pelo diretor João Leal Vivian, que conduz a ligação entre o Sindicato, a CIENTEC e a Universidade, bem como pelos diretores Nelso Portelinha, Gustavo Silva da Rocha e pela engenheira Sandra Tonon, integrante da nova diretoria eleita em outubro.

Pela UERGS, participaram o reitor Leonardo Alvim Beroldt da Silva, os pró-reitores de Pesquisa e Pós-Graduação e de Administração, Rafael Hagg e Gabriel Borges da Cunha, respectivamente, o diretor de Assuntos Institucionais, Aaron Concha Vasquez Hengles e o chefe de gabinete Rafael Kreutz.

“O Projeto Uergs 20+ nada mais é que a consolidação de uma demanda apresentada pelo SENGE no início da gestão Eduardo Leite com o projeto ‘Aproveitamento das Estruturas das Fundações e Serviços de Interesse do Estado pela UERGS - Uma Oportunidade para o Desenvolvimento Tecnológico, Econômico e Social do Estado do Rio Grande do Sul’ que, se tivesse sido implantado de imediato, já representaria uma economia de mais de 15 milhões de reais”,  frisa Vivian.

O projeto Uergs 20+ prevê 7 eixos e 3 áreas de atuação e distribuídos em mais de 70 projetos. É a consolidação de um realinhamento da Universidade com conceitos de universidade tecnológica, alinhando com a política de estado de inovação, ciência e tecnologia.

Enxergamos a melhor oportunidade da UERGS nesses quase 20 anos: incorporação da Fundação de Ciência e Tecnologia. Mas defendemos a manutenção de um dos seus principais valores: o desenvolvimento regional, enfatiza o Diretor Cezar Henrique Ferreira.

Para João Vivian, o governo perde tempo na efetivação desse projeto. Nossa expectativa era que já estivessem sendo realizadas rodadas de negociação com a sociedade civil organizada para coleta de demandas e aproximação do setor produtivo aos projetos elencados no Projeto Uergs 20+. Com a demora, a sociedade gaúcha perde duplamente: na qualidade da entrega por parte da universidade por falta de estrutura e perde economicamente, pois dinheiro público está sendo desperdiçado. O que defendemos e demonstramos desde o início de 2019 foi que o projeto geraria economia, bem como qualificaria a universidade para novos rumos, novos desafios. Não há justificativa técnica para não avançarmos.

Através de suas lideranças, SENGE e UERGS também manifestaram na ocasião a disposição recíproca de uma aproximação ainda maior na área da qualificação profissional a partir de convênios de colaboração, a exemplo daqueles que ambas as entidades mantêm com diversas instituições.

“O SENGE está de portas abertas para a Universidade Estadual para a partir de um convênio, começar a prospectar demandas em conjuntos e somar forças para desenvolvermos projetos e resultados em prol da sociedade e engenheiros gaúchos”, reforça o futuro presidente do Sindicato para a gestão 2020/2023, Cezar Henrique Ferreira.

 

CLIQUE AQUI E CONHEÇA O PROJETO UERGS 20 +

Leia Também