Projetada por arquitetos de Curitiba, estação brasileira na Antártica é reinaugurada

17/01/2020 às 00h00

A partir do projeto, foi ampliada a capacidade de pesquisa da nova estação, passando de quatro para dezessete laboratórios no total, projetados e equipados para atender a uma multiplicidade de necessidades da comunidade científica brasileira.

A Marinha do Brasil reinaugura, esta semana, a Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF). As novas edificações configuram uma área de cerca de 4.500 metros quadrados e substituem as instalações perdidas em decorrência de um incêndio em 2012. A partir do projeto, foi ampliada a capacidade de pesquisa da nova estação, passando de quatro para dezessete laboratórios no total, projetados e equipados para atender a uma multiplicidade de necessidades da comunidade científica brasileira, dentre os quais destaca-se: meteorologia, biociências, química, microbiologia, biologia molecular, bioensaios e de múltiplo uso.

 

Confira os detalhes da obra.
 

O Brasil na Antártica: veja quais são as pesquisas desenvolvidas na Estação Comandante Ferraz

Leia Também