DIRETOR DO SENGE PARTICIPA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA DA FRENTE PARLAMENTAR PELA SOBERANIA ENERGÉTICA, EM BRASÍLIA

18/12/2019 às 14h17

Deputado José Nelto tomou posse como vice-presidente da Frente Parlamentar presidida pelo deputado Pompeo de Mattos. Encontro também debateu o andamento de projetos como o PL 308 e 436, além dos PDL’s que buscam reverter a privatização no estado de Goiás, assolado pela crise energética decorrente da má qualidade dos serviços.

 

O diretor do SENGE, Luiz Schreiner, esteve em Brasília nessa semana acompanhando o andamento de projetos relacionados ao setor energético. Na tarde de terça-feira (17), acompanhado pelo assessor técnico da Frente Parlamentar em Defesa da Soberania Energética Nacional e ex-presidente da CEEE, Gerson Carrion, participou de audiência pública convocada pela Frente Parlamentar pela Preservação da Soberania Energética Nacional Mantendo e Fortalecendo as Concessionárias Públicas de Energia Elétrica.

A reunião marcou a posse do deputado José Nelto, líder do PODEMOS de Goiás, como vice-presidente da Frente Parlamentar, ao lado do presidente da Frente, deputado Pompeo de Mattos.

Além disso, no encontro também foram discutidos os projetos de lei em tramitação e que podem recuperar o equilíbrio financeiro da CEEE: o PL 308; o PL 436, proposto pelo deputado Eduardo Loureiro e que visa a alienação de Sociedades de Propósito Específico (SPE’s) para capitalização da Companhia.


FOTO: Ikaro Chaves Barreto de Souza, diretor da Associação de Engenheiros e Técnicos do Sistema Eletrobrás (AESEL); Luiz Schreiner, diretor do SENGE-RS; Deputado Pompeo de Mattos; Hiara Garcia, assessora do deputado Danrlei; Deputado José Nelto; Victor Costa, diretor da Associação dos Empregados da Furnas (ASEF); Leonardo Pessoa, Diretor da Associação dos Empregados de Furnas (ASEF); Gerson Carrion, assessor da Frente Parlamentar e ex-presidente da CEEE

Também na pauta da reunião, foi debatido o movimento de encampação da ENEL por parte do Governo de Goiás, e também o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) do deputado Elias Vaz, que susta o contrato de concessão do estado goiano com a ENEL em decorrência dos maus serviços prestados pela companhia privada. A má qualidade dos serviços tem mobilizado a sociedade daquele estado e o objetivo do governo é buscar a reversão do processo de privatização feito no passado.

A passagem do diretor do SENGE em Brasília nessa semana também serviu para acompanhar o avanço do PL 308 na Comissão de Minas e Energia. O projeto, que devolve R$ 4 bi à CEEE, teve seu parecer favorável lido pelo relator durante a sessão dessa terça-feira (17).

 

Leia Também