SENGE E CREA-RS ALERTAM DAER SOBRE CONCURSO EMERGENCIAL PARA ENGENHEIROS

Salário abaixo do piso como prevê o edital causa alto índice de evasão e queda na qualidade dos serviços prestados à sociedade.

 

Para reiterar os termos do ofício conjunto enviado ao DAER em 28 de outubro, o presidente do SENGE, Alexandre Wollmann, e a vice-presidente no exercício da Presidência do CREA-RS, Alice Scholl foram recebidos na manhã desta sexta-feira pelo Diretor-Geral do DAER, engenheiro Sivori Sarti da Silva. 

Em vista do edital lançado para a contratação emergencial e temporária de engenheiros, o Sindicato e Conselho haviam alertado a autarquia quanto aos efeitos negativos provocados em concursos que contemplem vencimentos abaixo do Salário Mínimo Profissional, entre eles, a evasão de profissionais e a queda da qualidade dos serviços prestados à coletividade. 

Da reunião desta sexta-feira, as entidades deixaram claro não ter a intenção de barrar a realização do concurso. Porém, manifestaram ao Diretor-Geral que, havendo inconformidades a partir da posse dos concursados, irão agir no sentido de resguardar o direito dos engenheiros representados.

Leia Também