Tire suas dúvidas sobre a Influenza A

15/07/2009 às 00h00

1 - O que é a Influenza A (H1N1)?
É uma doença transmitida de pessoa a pessoa por meio de secreções respiratórias, principalmente por meio da tosse ou espirro de pessoas infectadas. Causada por um novo tipo de vírus identificado laboratorialmente no estado da Califórnia, EUA, em 2009, os testes de laboratório indicam que o vírus é resultado da combinação de Influenza de origem humana, suína e aviária.

2 - Quais os principais sintomas da doença?
 Os principais sintomas da doença são febre alta e repentina (maior que 38ºC) e tosse, podendo estar acompanhadas de algum dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dores musculares e nas articulações e dificuldade respiratória; ter apresentado esses sintomas até sete dias após sair de países que reportaram casos pela Influenza A (H1N1), ou ter tido contato próximo nos últimos sete dias com pessoa classificada como caso suspeito ou confirmado de infecção humana pelo novo subtipo de Influenza.

3 - Como evitar a Influenza A (H1N1)?
Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies. Higiene das mãos com água e sabão (depois de tossir, espirrar e usar o banheiro; antes de comer, tocar os olhos, boca e nariz) Proteger com lenços descartáveis a boca e o nariz ao tossir ou espirrar, para evitar disseminação de aerossóis. Manter os ambientes ventilados. Hábitos saudáveis como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física.

4 - Como é transmitida a doença?
A influenza A (H1N1) é transmitida de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse, espirros ou por contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Os sintomas podem iniciar no período de 3 a 7 dias após contato com o vírus e a transmissão ocorre principalmente em locais fechados, começando dois dias antes e até cinco dias depois do início dos sintomas.

5 - Qual é o meio mais eficaz de infecção pelo vírus?
 O ar não é a forma mais eficaz de transmissão do vírus. O fator mais importante para a fixação do Influenza A (H1N1) é a umidade, (revestimento de nariz, boca e olhos). O vírus não voa e não atinge mais de um metro distância.

6 - Qual é o período de incubação do vírus?
Em média 5 a 7 dias e os sintomas aparecem quase que imediatamente 7 - O vírus é letal? Não, o que provoca a morte é a complicação da doença causada pelo vírus, que é pneumonia.

8 - Onde o vírus se encontra no meio ambiente?
Quando uma pessoa contagiada tosse ou espirra, o vírus pode permanecer em superfícies lisas, como portas, dinheiro, papéis, documentos, desde que haja umidade. Uma vez que não se pode esterilizar o ambiente é extremamente recomendada a higiene das mãos.

9 - Há uma vacina que possa proteger contra a Influenza A (H1N1)?
Não existe vacina contra esse novo subtipo de vírus da influenza. Há pesquisas em andamento e são necessários, no mínimo, seis meses para o desenvolvimento de uma vacina eficaz.

10 - Há tratamento para Influenza A (H1N1) no Brasil?
Sim, o Ministério da Saúde adotou um protocolo para tratamento, com utilização de um medicamento antiviral (fosfato de oseltamivir) que será usado apenas nos pacientes que cumpram a indicação descrita no protocolo. O remédio é indicado se for tomado até 48 horas a partir do início dos sintomas. ALERTA: Ninguém deve tomar o medicamento sem indicação médica. A automedicação pode mascarar sintomas, retardar o diagnóstico e até causar resistência ao vírus.

11 - Quais as recomendações aos viajantes que se destinam às áreas afetadas?
Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável. Evitar locais com aglomeração de pessoas. Evitar o contato direto com pessoas doentes. Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal. Evitar tocar olhos, nariz ou boca. Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar. Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar histórico de contato com doentes e roteiro de viagens recentes às áreas afetadas. Não usar medicamentos sem orientação médica.

12 - E para os viajantes procedentes de áreas afetadas?
Viajantes procedentes, nos últimos 07 dias, de áreas com casos confirmados de Influenza A (H1N1) em humanos e que apresentem febre alta repentina, superior a 38ºC, acompanhada de tosse e/ou dores de cabeça, musculares e nas articulações, devem: Procurar assistência médica na unidade de saúde mais próxima. Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.

Para outras informações sobre a Influenza A (H1N1):
Ministério da Saúde - www.saude.gov.br
Secretaria de Vigilância em Saúde - www.saude.gov.br/svs
Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde 0800 664 6645
Secretaria Estadual da Saúde do RS - www.saude.rs.gov.br
Centro Estadual de Vigilância em Saúde Disque Vigilância - 150 (24 horas) (51) 3901-1157 (das 8h as 18h) (51) 3288-5807 (das 8h as 18h) (51) 3288-7935 (das 8h as 18h)

Leia Também