Servidores de Porto Alegre seguem em greve

Decisão foi confirmada em reunião da Comissão que discute os projetos de lei que atacam conquistas dos municipários. 

Nesta quinta-feira (26) os diretores do SENGE, Maércio Flores Cruz e Sergio Brum, participaram de mais uma audiência da Comissão Especial que discute os projetos de lei que atentam contra direitos dos servidores municipais de Porto Alegre. A reunião foi conduzida pela vereadora Fernanda Melchiona, vice-presidente da Comissão que é composta por 12 vereadores, entidades de classe, sindicatos e associações e servidores.

Os representantes do SENGE reiteraram posicionamento da entidade pela continuidade da greve dos municipários, tendo em vista a discussão ocorrida na reunião de negociação de segunda-feira (23), ocasião em que o prefeito Marchezan acenou com um prazo de 40 dias para que as categorias aceitem suas imposições.  

As categorias representadas na Comissão Especial foram unânimes pela continuidade da greve, apoiadas pelos vereadores presentes, Sofia Cavedon e Airto Ferronato.

Leia Também