TRT ENCERRA MEDIAÇÃO DO PLANO DE DEMISSÕES DA CEEE

Diante da insistência da direção do Grupo CEEE em não aceitar a implantação de um plano de incentivo por serviços prestados, de caráter voluntario e universal, conforme preconiza a Nota Técnica nº 0175/2015-SCT-SFE-SFF-SRD-SRM e o Quarto Termo Aditivo ao Contrato de Concessão de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica Nº 81/1999-ANEEL, para realizar o ajuste de despesas com pessoal, o desembargador João Pedro Silvestrin declarou encerrada a mediação durante a audiência (4ª) realizada na terça-feira (15).
Incompreensível a intransigência dos dirigentes do Grupo CEEE, que mesmo diante da aceitação plena dos termos de sua proposta pelos Sindicatos, desde que fosse de caráter voluntario e universal, fecharam as portas a negociação, assumindo o risco de gerar enorme passivo a companhia, e impedir o atingimento do tão almejado equilíbrio econômico-financeiro da concessão, pois a natureza de tais despesas impactarão negativamente o EBITDA.

Desta forma, perdeu-se a oportunidade de realizar um grande de pacto em favor da sociedade gaúcha. Perdem os funcionários, perde o Grupo CEEE e sobretudo perdem os consumidores gaúchos, que poderão sofrer com a deterioração da qualidade dos serviços prestados, caso a situação financeira se agrave em função desta demissão em massa que a companhia pretende realizar.

Leia Também