Notícias

SENGE e AECO lançam Manifesto conjunto contra a MP do Saneamento

Entidades apontam aos deputados e senadores preocupação em relação ao retrocesso que a Medida Provisória 868 irá ocasionar aos serviços de saneamento básico do País.

Nesta quinta-feira (16) o Sindicato dos Engenheiros e a Associação dos Engenheiros da CORSAN lançaram manifesto conjunto demonstrando preocupação em relação ao retrocesso que a Medida Provisória 868 irá ocasionar nos serviços de saneamento básico do País.

LEIA O MANIFESTO CONJUNTO SENGE E AECO 

No documento, as entidades apontam o agravamento do passivo já existente no setor, em relação à universalização dos serviços, bem como outros problemas que virão com a aprovação da MP, como a grave desestruturação do setor do ponto de vista técnico e institucional; o comprometimento do subsídio cruzado e da sustentabilidade das companhias estaduais, ocasionando ainda o aumento das tarifas; congelamento dos investimentos; agravamento da situação dos municípios; entre outras questões.

Concomitante ao Manifesto, SENGE e AECO vem buscando sensibilizar os deputados federais e senadores. Nessa quinta-feira (16) as entidades enviaram cartas a todos os parlamentares do Congresso Nacional para que votem contra a MP 868 e solicitando que seja ampliado o debate sobre o setor, no sentido de construir soluções efetivas para o aprimoramento da Política Nacional de Saneamento, que impacta diretamente a qualidade de vida da população.

Conheça o conteúdo das cartas enviadas aos deputados federais e senadores pelo SENGE e pela AECO.

 

Imprima esta página